“A gente se apaixona pelo jeito da pessoa. Não é porque ele cita Camões, não é porque ela tem olhos azuis, é o jeito dele de dizer versos em voz alta como se ele mesmo os tivesse escrito pra nós, é o jeito dela de piscar demorado seus lindos olhos azuis, como se estivesse em câmera lenta. O jeito de caminhar. O jeito de usar a camisa pra fora das calças. O jeito de passar a mão no cabelo. O jeito de suspirar no final das frases. O jeito de beijar. O jeito de sorrir.”
Martha Medeiros.    (via artificializar)

“Tem coisa que prefiro ignorar e fingir que não vi. Mas cara, machuca.”
Tati Bernardi.  (via com-versos)




“Gostaria que amigos andassem de mãos dadas com mais frequência, como as crianças que vejo nas ruas ás vezes. Não estou certa do porquê de termos de crescer e nos envergonhar de fazer isso.”
 Anna e o Beijo Francês  (via manuscrite)

“Abrace mais. Às vezes as pessoas não precisam das suas palavras, apenas da sua compreensão.”
Sean Wilhelm.   (via identificando)

“Você já se sentiu tão magoado e decepcionado a ponto de nem conseguir chorar?”
O Diário de Katherine.    (via orquestrei)